Início MAQUET S.A. BrasilQuem SomosProdutosPacienteSoluçõesServiçosNotíciasEventostreinamentoContato
PACIENTE
Condições
Doença da Artéria Coronária
Doença Vascular
Doença Arterial Periférica
Aneurismas da Aorta
Doença da Artéria Carótida
Procedimentos
Aneurismas da Aorta

A aorta é a maior artéria. Ela se origina no ventrículo esquerdo do coração e fornece sangue oxigenado para todas as partes do corpo, incluindo os órgãos vitais, as pernas e os pés. Quando a artéria passa pelo diafragma, é chamada mais especificamente de aorta abdominal.

Os aneurismas da aorta são causados pelo enfraquecimento progressivo da parede da aorta, e o qual faz com que o vaso se expanda ou aumente em uma área localizada. Os aneurismas ocorrem mais freqüentemente na aorta, a principal artéria do peito e abdome, e podem se expandir silenciosamente, sem qualquer sintoma.

Os aneurismas da aorta normalmente são classificados de acordo com sua localização anatômica. Os aneurismas da aorta abdominal são, de longe, os mais comuns, afetando até 5% dos homens acima de 60 anos. Os aneurismas da aorta torácica (AAT) estão localizados na parte da aorta que fica no peito. Há vários exames que podem detectar a posição exata de um aneurisma da aorta torácica (AAT), como tomografia computadorizada (TC) e ressonância magnética (RM).

As opções de tratamento para aneurismas da aorta torácica incluem observação e gerenciamento de riscos, reparo cirúrgico aberto e reparo endovascular.

Os enxertos vasculares são utilizados para reparo cirúrgico da aorta afetada pelo aneurisma. Este tipo de procedimento atualmente é "Padrão Superior" o "Gold Standard" para reparo da aorta.


Aneurisma da Aorta Abdominal (AAA)

O aneurisma abdominal ocorre quando uma área fraca da aorta abdominal começa a se expandir como um balão. Este inchaço pode continuar a se expandir e, se não tratada, a aorta pode se romper, causando sangramento interno e um risco muito alto de morte. Quanto maior o aneurisma, maior o risco de rompimento. Há duas principais opções de tratamento com o mesmo objetivo - estabilizar o aneurisma e evitar que a aorta se rompa.

O AAA pode ser tratado com segurança com um diagnóstico precoce. O reparo cirúrgico é um procedimento utilizado há muito tempo, com sucesso e durável. A parte doente da aorta é substituída por um enxerto que é cuidadosamente adaptado e costurado à aorta, o que exige uma incisão abdominal. Isso resultará em uma estadia média de cinco a 5-10 dias no hospital. Embora a maioria dos pacientes se recupere totalmente deste procedimento, esta cirurgia pode exigir alterações no estilo de vida.

Sintomas

Um pequeno aneurisma pode se desenvolver ao longo de vários anos e não apresentar sintomas nem causar dor. Freqüentemente, é descoberto durante um exame físico de rotina.

Os sintomas, ou sinais de advertência, incluem a aparição ou existência dos seguintes sinais:

  • Dor séria abdominal, nas costas, peito ou virilha
  • Fraqueza nas pernas
  • Dormência nas nádegas
  • Desmaio ou tontura, taquicardia
  • Fraqueza repentina
  • Pele ou boca seca
  • Sede excessiva
  • Náusea e vômito
  • Tontura
  • Suor excessivo
  • Pele pegajosa
  • Fadiga

O diâmetro normal da aorta é de cerca de 2 cm. Um aneurisma pequeno tem cerca de 3 cm. Acima desse tamanho, o risco de ruptura aumenta. Quanto maior o aneurisma, mais facilmente ele cresce e, portanto, maior a chance de se romper.

Os médicos normalmente decidem se vão operar ou não observando dois riscos principais e diferentes:


Risco para Operação
  • Idade
  • Vigor
  • Extensão da Operação
  • Funcionamento do Coração, Pulmões e Rins


Risco de Ruptura

Tamanho do aneurisma (aneurismas maiores de 5,5 cm geralmente são recomendados para reparo, exceto se o paciente apresentar um risco para operação maior do que o risco de ruptura

Tamanho Normal da Aorta Torácica:

  • Aorta ascendente = 4,0cm
  • Aorta descendente = 3,0cm


Opções de Tratamento
  • Observação e Gerenciamento de Risco
  • Reparo Cirúrgico Aberto
  • Reparo Endovascular

O AAA pode ser tratado com segurança mediante diagnóstico precoce. O reparo cirúrgico é um procedimento realizado há bastante tempo, bem-sucedido e durável. A parte doente da aorta é substituída por um enxerto cuidadosamente encaixado e costurado na aorta, exigindo uma incisão abdominal. Isso resultará em uma estada média de cinco a 5-10 dias no hospital. Embora a maioria dos pacientes se recupere totalmente deste procedimento, esta cirurgia pode exigir alterações no estilo de vida.

Se você receber o diagnóstico de aneurisma da aorta, é importante discutir as opções de tratamento com muito cuidado junto ao seu médico e seguir as ordens dele para garantir o resultado ideal do tratamento.




Relaciones con los inversores
Haga clic para conocer los contactos locales